O Movimento Comestível!

O que se move é comestível, sempre, depende apenas do paladar. Do gosto!

Fome eu tenho de tudo, fome é fome, não é desejo, é sobrevivência pelo outro. Necessito do outro para que então possa desejar, experimentar e até mesmo enlouquecer!

Vida! Vida que gera vida, que me dá, que me tira, que me faz fome! Tenho fome de vida, de frescor, de movimento!!! Saboreio o que me presenteia, que me fornece aquilo que não tenho e que ao mesmo tempo me consome, mostra o que sou, o que quero ser e do que jamais me livrarei: a fome daquilo que preciso para sobreviver e ser!

(não consigo escrever grandes textos com intensidade, talvez nem os curtos. Em todo caso aí está)