Por esse alimento, Uma oração

Primeiro os lábios,

e a língua,

e o estômago,

então o espírito prepare

para o escarro

O sangue destas veias

Nasceu do sangue dela.

A dureza destes ossos

É cria dos ossos dela.

A maciez desta carne nasceu da carne dela

A luz perdida deste olhos, o alcance surdo destes ouvidos,

São as cores e os sons dela,

Em verdade digo, és um como ela,

Dela nasceste,

Nela vives e

Nela apodrecerás.

Pois teu alento é o alento Dela,

Teu sangue o sangue Dela,

Teus ossos os ossos Dela,

Tua carne a carne Dela,

Teus olhos e teus ouvidos são Dela também.

Aquele que se alimenta dela,

Não morrerá jamais.

Primeiro os lábios,

e a língua,

e o estômago,

então o espírito prepare

para o escarro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s