Bodi expiratório, de Gabriel Brito Nunes

“O bode deixou de ser bode para virar fronteira de ligação entre o sujeito e o seu ambiente social”

“Peço que por favor não se esqueçam daquela parte de mim que não tem discurso nem voz: minha carne.”

Anúncios

3 thoughts on “Bodi expiratório, de Gabriel Brito Nunes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s